18 de setembro de 2007

Mais caixinha de reflexão

"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."

"Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome."

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil."


Aff como amo esta mujer !

2 comentários:

Samantha disse...

Linda!!
Ai ai ... nojenta abusando das primas... hehehe

Bjuuuuuuuu

Sil disse...

Inga
Nossa... acho que temos muitas coisas em comum... adoro a Clarice!!
Que pena que não nos encontramos no Coliseu, vou confessar eu tb chorei...
Me adiciona no msn silmaramarx@hotmail.com para batermos um papo qualquer dia desses.
Beijos
Silmara